quarta-feira, 27 de março de 2013

Cientistas neozelandeses: uso excessivo do vídeo induz a condutas anti-sociais

Modelos anti-sociais acabando sendo imitados
A Universidade de Otago, na Nova Zelândia, realizou uma pesquisa que acompanhou mais de mil adolescentes nascidos no início da década de 1970 e cuja idade variava de 15 a 26 anos no início do estudo, e desde então até o presente – informou a agência France Press.

O objetivo era avaliar os potenciais impactos da televisão no comportamento deles. Com o decurso dos anos, os videojogos e a Internet foram incluídos como análogos à TV.

O resultado foi desabonador, apontando que crianças viciadas em televisão são mais sujeitas do que outras a cometer crimes ou ter atitudes agressivas quando adultas.

quarta-feira, 20 de março de 2013

Abortômetro”: 55.772.015 crianças assassinadas nos EUA desde o acórdão ‘Roe v. Wade’ de 1973

Os Estados Unidos registraram um dos piores holocaustos da história da humanidade no 40º ano da legalização do aborto, aprovado em 22 de janeiro de 1973, escreveu a agência LifeNews.com.

Desde aquela data, pelo menos 55.772.015 crianças inocentes foram assassinadas pelo aborto no ventre materno.

Uma cifra de deixar atrás os piores criminosos de guerra condenados em Nuremberg, as chacinas coletivas ordenadas por Lenine e Stalin.

quarta-feira, 13 de março de 2013

Socialistas da Franca anunciam Inquisição laicista contra o ‘vírus da religião’

François Hollande prepara Inquisição e perseguição religiosa
O governo socialista da França anunciou a criação de um “Observatório Nacional da Laicidade”, uma iniciativa que na prática se traduziria em uma violação à liberdade religiosa com a deportação de muçulmanos, judeus e cristãos que sejam considerados portadores de uma “patologia religiosa”, escreveu a agência ACIDigital.

O presidente François Hollande, que em sua campanha eleitoral ofereceu equiparar as uniões homossexuais ao matrimônio autêntico, inclusive para efeito de adoção de crianças, disse em 10 de dezembro que no ano 2013 estabelecerá o chamado Observatório.

Na realidade uma Inquisição, se não uma célula de perseguição religiosa como houve no Terror de 1794 ou na Rússia dos soviets.

Um comunicado oficial da presidência assinala que esse organismo “terá como tarefa formular propostas sobre a transmissão da ‘moral pública’ para dar-lhe um lugar digno na escola”.

quarta-feira, 6 de março de 2013

Arquidiocese de Milão cria serviço para casos de possessão diabólica

Dom Angelo Mascheroni responsável da pastoral
para lidar com as possessões em Milão
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




Diante do aumento dos pedidos de auxílio de fiéis que se acham assediados pelo demônio, a Arquidiocese de Milão, Itália, habilitou um atendimento especializado, informou a agência ACIDigital.

Dom Angelo Mascheroni, bispo auxiliar de Milão, ficou responsável pelo colégio de exorcistas da arquidiocese. Este colegiado foi duplicado pelo Cardeal-arcebispo D. Angelo Scola, sendo agora 12 os sacerdotes especializados nesses intrincados casos.

A arquidiocese habilitou um telefone central durante as tardes com o fim de encaminhar os fiéis até o exorcista mais próximo.

“Quem precisar – explicou D. Angelo – pode ligar e encontrar alguém que lhe dê os endereços mais próximos da zona, para que as pessoas não tenham que viajar longas distâncias”. O bispo sublinhou que “a Igreja deve escutar essas pessoas”.

Foi-se o tempo em que o “progressismo” tentava fazer acreditar que o diabo não existe e que, havendo problemas, o psiquiatra resolvia. Agora a ofensiva diabólica ficou insofismável e seu ataque é sentido por toda parte.

domingo, 3 de março de 2013

Cardeal de Berlim fechará 70% das igrejas católicas no nordeste da Alemanha

Cardeal Rainer Maria Woelki, arcebispo de Berlim
Cardeal Rainer Maria Woelki, arcebispo de Berlim

O cardeal Rainer Maria Woelki, arcebispo de Berlim, iniciou um plano para em sete anos reduzir 70% das igrejas católicas no nordeste da Alemanha, noticiou a agência Zenit.

“As 105 igrejas da arquidiocese – afirma o Cardeal em carta pública – serão reduzidas para 30 paróquias até 2020”. A diminuição afetará 400 mil católicos da arquidiocese de Berlim.

Em declarações à agência Katholische Nachrichten (KNA), o purpurado explicou que onze paróquias serão supressas anualmente na área outrora comunista que inclui as cidades de Berlim, Brandenburgo y Mecklenberg-Vorpommern.

“Isso não é apenas uma reforma administrativa, mas também uma reforma espiritual”, comentou o arcebispo alemão.

De fato, é uma reforma com causas e efeitos espirituais muito negativos.

O bispo George Maximilian Sterzinsky, antecessor do cardeal Woelki, havia começado a fundir as paróquias a fim de reduzir a dívida da arquidiocese depois da reunificação da Alemanha. Os fiéis não se sentem satisfeitos e não colaboram.