quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Conjuração progressista quer ficar dentro da Igreja para intoxicá-la


Tudo se passa na Igreja como se a esquerda católica ‒ teólogos, CEBs, etc. ‒ tivessem proferido um segredo “voto de desobediência” à autoridade, especialmente em matérias como família, anticonceptivos, experiências com embriões, e dogmas fundamentais como a Ressurreição, divindade de Jesus Cristo, Imaculada Conceição, Ascensão de Nossa Senhora, infalibilidade pontifícia, existência do Céu, do inferno e do purgatório, escreveu o diário pro-socialista “El País” de Madri.

O jornal julga que existem na Igreja Católica “cismas soterrados” que agem segundo a diretiva do teólogo dissidente Hans Küng: “nunca abandonar a Igreja”.

A estratégia não é nova. Já foi denunciada por São Pio X na Encíclica Pascendi: os heréticos “modernistas” preferiam ficar dentro da Igreja para melhor espalhar seus pestilentos erros.

Os “progressistas” de hoje como os “modernistas” de ontem acabarão sendo denunciados e banidos da Igreja, como muitas outras heresias.

As portas do inferno nunca prevalecerão contra a Esposa de Cristo.

Desejaria receber atualizações gratis e instantâneas do blog 'Luz de Cristo x trevas da irracionalidade' no meu E-mail

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.