quinta-feira, 23 de julho de 2009

Sinais de crescente hostilidade anticristã no mundo

Helen Slatter demitida porque usava uma cruz
Helen Slatter [foto], enfermeira católica do Gloucestershire Royal Hospital, Grã-Bretanha foi demitida pelo fato de levar uma correntinha com uma pequena Cruz no pescoço, noticiou o diário “The Daily Mail” de Londres.

O pretexto foi que a cruz punha em perigo a saúde e a segurança dos doentes e que a correntinha podia espalhar infecções.

Helen preferiu perder o emprego a renunciar à cruz.

A abusiva proibição é mais um exemplo da crescente hostilidade contra os católicos no Ocidente. Essa perseguição argúi sofismas de fundo laico, mas na realidade, sua verdadeira essência é anti-religiosa.

Brasil reza na vitória pela Copa ConfederaçõesPoder-se-ia incluir neste contexto o descabido alerta da FIFA (entidade mundial de futebol), enviado à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pelo fato de os jogadores brasileiros comemorarem com a recitação do Padre Nosso a conquista da Copa das Confederações, na África do Sul.

Desejaria receber atualizações gratis e instantâneas do blog 'Luz de Cristo x trevas da irracionalidade' no meu E-mail

quinta-feira, 9 de julho de 2009

“Conquistas feministas” trouxeram infelicidade para as mulheres americanas

Passeata feminista, Washington 1970
As “conquistas feministas” de há 30 anos hoje são uma realidade na vida americana. Mas, as americanas são mais infelizes do que antes desse “presente de grego”.

O problema foi abordado no livro The Paradox of Declining Female Happiness, dos economistas Betsey Stevenson e Justin Wolfers, noticiou “The New York Times”.

O declínio da família tradicional é um dos maiores fatores de depressão e insatisfação entre as mulheres, dizem os autores. Todas as classes e raças de americanas são atingidas pelo mal.

Feminismo trouxe frustraçãoO livro não descarta que a mulher posta numa sociedade igualitária agressiva sofra especiais danos.

A falta de proporcionado respeito pela maternidade é outro fator de desdita. Segundo o figurino igualitário, observou o colunista Ross Douthat, as mulheres “liberadas” da “era patriarcal” vivem num mundo mais “atencioso, gentil e concessivo”. Mas, para elas, é um mundo mais desventurado.

O igualitarismo prometeu uma miragem e trouxe a infelicidade. A família segundo a Igreja não deixa de lembrar a Cruz, mas faz do lar um refúgio de doçuras e consolos inefáveis.

Desejaria receber atualizações gratis e instantâneas do blog 'Luz de Cristo x trevas da irracionalidade' no meu E-mail