quinta-feira, 31 de julho de 2008

Igrejas fechadas ou cedidas a muçulmanos

Segundo o diário espanhol "El País", a Igreja Católica alemã terá de vender ou alugar 25% de seus 24.500 imóveis para equilibrar seus déficits.

O progressismo alemão financiou boa parte das atividades da Teologia da Libertação e da subversão eclesiástica no Brasil e no mundo, enquanto se afastava das tradições católicas na Alemanha. Em conseqüência, perdeu fiéis e doadores.

Bruxelas, oração islâmica na igreja de Sao Bonifácio, Luz de Cristo x trevas da razãoStefan Förmer, porta-voz do arcebispado de Berlim, disse que igrejas e conventos se transformarão, na melhor das hipóteses, em “locais de eventos” ou museus e galerias de arte. No mosteiro de Arenberg, as freiras aplicam “artes de relaxamento” e fazem “massagens”, práticas que repugnam à tradição e à pureza da vida religiosa.

Segundo o diário londrino “The Telegraph”, o mesmo se dá na Inglaterra.

Na Bélgica, o progressismo demolidor cogita um auge de profanação: ceder igrejas para os muçulmanos as transformarem em mesquitas [foto].

Desejo receber atualizações gratis e instantâneas do blog 'Luz de Cristo x trevas da razão' no meu Email

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Até onde pode ir o desrespeito pela missa e o sacerdócio? O caso de Votuporanga.


O sacerdote na missa renova o sacrifício incruento da Cruz, oferecendo a Deus o próprio Jesus Cristo, o Cordeiro imaculado, como vítima propiciatória. É o ato mais augusto da religião católica.

O que achar então do fato veiculado pela Folha de S.Paulo em 6-7-2008? A brutalidade do fato obriga-nos à extrema concisão.

O jornal afirma que o pároco da igreja de Santa Luzia, Votuporanga, Pe Sílvio Roberto dos Santos durante a missa fica à procura moças que sirvam para “modelo”.

O religioso é bem conhecido pelos seus cursos nessa atividade. Da paróquia de Votuporanga, saíram vencedoras de vários concursos.

O padre reconhece que “esse meio é sujo, há muita prostituição por trás disso”. E fornece “traquejo”, ensina requebros e jeitos sensuais para suas “alunas” conquistarem os votos do jurado.

Em vez de dizerem “xis” nas fotos, elas dizem (órgão sexual masculino), e os homens vice-versa. “Fica uma coisa alegre”, justifica o sacerdote.

Ele reúne o “sindicato de homossexuais” “para reflexões bíblicas”. Visita também as zonas de prostituição da cidade.

Segundo ele não há problema com a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil).

O seu bispo, Dom Paulo Mendes Peixoto, que preside a diocese de São José do Rio Preto, evitou responder à “Folha” “por estar há pouco tempo na região e não conhecer a fundo o trabalho com as modelos”, e, por meio de seu porta-voz, disse que esse trabalho “é uma forma de evangelização”.

A se confirmar a informação, por ninguém desmentida até agora, podemos perguntar se era possível que a dignidade do sacerdócio e o caráter supremamente augusto da missa pudessem ser jogados mais baixo. Ate há pouco parecia impossível. Entretanto chegou-se a isto.

Chegará até mais baixo?

Rezemos para que Nossa Senhora impeça piores quedas.

Desejo receber atualizações gratis e instantâneas do blog 'Luz de Cristo x trevas da razão' no meu Email

domingo, 20 de julho de 2008

Homem acorda quando ia ser despedaçado para transplantes em Paris

Entrada Mazarin do hospital La Pitié-Salpetriere, onde aconteceu o fato
Um parisiense de 45 anos, (nome não-revelado), acordou numa mesa de operações do hospital de La Pitié-Salpêtrière [foto] enquanto os médicos iam lhe arrancar os órgãos para efeito de transplante, informou LifeSiteNews.

Segundo o primeiro diagnóstico ele teria morrido de um ataque cardiaco na rua. Os médicos basearam-se no conceito de “morte cerebral”, não aceito moralmente pela Igreja e muito contestado do ponto de vista científico. Mas o ateísmo prático de uma legislação eivada de mentalidade socialista impôs esse critério incerto sob o enganoso pretexto humanitário de ajudar os necessitados de transplante.

Assim desde a conceição até o túmulo, leis anti-vida assombram a existência dos vivos. Longe da Igreja a vida vira um pesadelo.

domingo, 13 de julho de 2008

Sob pretexto de “direitos humanos”, Conselho da ONU pede abolir monarquia inglesa

O Conselho para os Direitos Humanos da ONU [foto] publicou um extravagante relatório pela abolição da monarquia na Grã-Bretanha.

Ele propõe um “plebiscito” cujo resultado anuncia por adiantado: uma “Constituição escrita preferentemente republicana”.

O Conselho hoje inclui países como Cuba, Sudão, Síria, Arábia Saudita e Sri Lanka, onde as arbitrariedades dos regimes e as execuções sistemáticas de dissidentes políticos e religiosos são notórias.

A interpretação revolucionária dos Direitos Humanos glorificando o criminoso e punindo o cidadão honrado não-esquerdista é aplicada agora às formas de governo.

A monarquia inglesa nasceu sob as bênçãos da Igreja e hoje é grande fator de estabilidade e dignidade do país enquanto governos esquerdistas ou anti-cristãos ditaminam sobre direitos humanos!!!