sexta-feira, 27 de julho de 2007

Verdes fosforescentes: hoje porcos amanhã algum "famoso"?


Imagine ter no prato, ou no sanduíche, um presunto verde fosforescente. A conclusão normal é que estaria estragado e faria mal à saúde. Entretanto, cientistas da Universidade Nacional de Taiwan, misturando material genético suíno com o de águas-vivas, criaram três porcos transgênicos de carnes esverdeadas, que brilham no escuro. São verdes até o coração e os órgãos internos, segundo Wu Shinn-Chih, do Departamento de Ciência e Tecnologia Animal. As possibilidades da ciência são incalculáveis, mas, exploradas sem sabedoria, introduzem o caos e o absurdo na ordem natural.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.